Começaram as audiências do segundo processo da Operação Pecúlio. CPI do transporte coletivo poderá incriminar Mac Donald e outros. Alvara ambiental do Consorcio Sorriso também e suspeito. Foztrans improvisa desvio em calçada da Vila A. Comerciante planta bananeiras em protesto a buracos em ruas de Foz do Iguaçu. Município prepara mais uma edição da FARTAL para junho_2017.

Depenando a Coruja

depenandoacoruja@gmail.com                                                            

por Oliveirinha Jornalista – MTE 08182/PR

 

 

Começaram as audiências do segundo processo da Operação Pecúlio

MPF-CorrupçãoProssegue o processo que culminou com o desmantelamento da organização criminosa, que teria como mentor o ex-prefeito Reni Pereira (PSB), conforme declarou o MPF/PGR e Polícia Federal.

 

Como denunciamos em 2014, ações ilegais estariam sendo realizadas pela (des) administração de Reni Pereira, tais como a contratação do Instituto Falconi com sua instalação em sala do prédio público da Fundação Cultural com uso de todos os pertences do município em valor de R$ 4 milhões, sem licitação em flagrante crime contra a Lei 9.666/93. Falconi

Também denunciamos a dispensa de licitação em vultuoso valor de R$ 2,4 Milhões, para contratação de estrutura para o X-Games, isto após o evento já com tudo montado e segundo organizadores, pagos pela ESPN. 

Mac Donald-=Realizamos denuncia à Câmara Municipal acerca do direcionamento do Seguro de Vida dos Servidores, qual em 2009 captou R$ 709 Mil em pró-labore pelo ex-prefeito “PATODonald e quatro anos após, a equipe do Rei Ni teria dado de graça, isto com Ricardo Culmann/Chico Noroeste.

 Câmara de Vereadores_P

Denunciamos aos vereadores “COLEIRINHAS” da gestão anterior, o gasto exorbitante de valores no Parque de Exposições do Município, sob comodato do CTG Charrua, qual não se manifestaram em virtude de estarem atrelados.

 

A licitação da Sanepar com Foz, da exploração do solo pelo período de 30 anos, prorrogável por igual prazo despertou curiosidade da qual especulando levantamos informações de que haveria um acerto de R$ 30 Milhões, envolvendo agentes públicos do município, estado e Sanepar.

 Sanepar

Ainda realizamos a denuncia acerca de possível direcionamento de licitação, como o do Marco das Três Fronteiras que trazem um edital que beneficia poucas concorrentes, além de que não se encontra o contrato ou mesmo a “Certidão de Não Óbice”, por terem INVADIDO área Federal.

 Maco 3 fronteiras

Problemas em licitações da Guarda Municipal, como no Foztrans com a Dupla de irmãs Montovanni, inclusive sendo uma delas a companheira do Medeiros que pagava propina ao Rodrigo Becker, já denunciado lá atrás.

 

Não vimos manifestação de vereadores ou mesmo de membros do Ministério Público, quanto a terceirização do pátio de veículos do Foztrans, visto que a empresa VELSIS & Rodando Legal que explora o serviço promove abuso de poder financeiro, ao estilo de cobrar pela guarda de veículos mas os deixam detelhorando a céu aberto, como o abuso em cobrança de um guincho em R$ 160,00 para carros e R$ 80,00 para motos. Lembrando que em dias de blitz um guincho leva ate 2 veículos e 10 motos, enquanto o valor normal do guincho é R$ 40,00 em Foz.

 

Cabendo então investigação dos gestores do Foztrans no (des) governo Reni Pereira, que seriam Alli Safadi, Paulo Tremarin, Carlos Juliano Budel e Larissa Montovanni, até o atual superintendente para saber o porque da não revisão e talvez revogação deste contrato. Inclusive do porque ainda quando diretora financeira a senhora Larissa Montovanni atribuiu GRATIFICAÇÃO a sua irmã Patrícia Montovanni, que assumindo o cargo de diretora-superintendente manteve a mesma, em ato de NEPOTISMO.

 justica31052011095002 (2)

Trouxemos informações varias sobre Tulio Bandeira, o dentista Jomaa, Melqueseque, Hermogenes Cervero das Cataratas, Edilio JOÃO Dall’Agnol, Duso, Beni do Gato e ate mesmo do Ricardo Andrade, vulgo “Bodoque”.

 

Por fim as denuncias chegaram aos Procuradores da República, Promotores de Justiça e à Polícia Federal que passou a investigar e derrubaram o esquema criminoso que lesava os cofres públicos de nossa amada Foz.

 pf-o

http://g1.globo.com/pr/parana/paranatv-2edicao/videos/t/foz-do-iguacu/v/comecam-as-audiencias-do-segundo-processo-da-operacao-peculio/5871050/

Como sempre disse, VAI FALTAR CADEIA NESTA CIDADE. Ta aí.

 

 

 

 

 

CPI do transporte coletivo poderá incriminar Mac Donald e outros

Os parabéns ao vereador Drº Brito (Cazuza) e demais parlamentares, quais instalaram a CPI do Transporte Coletivos e saíram em busca da transparência e da verdade.

 

Mac ChorandoSão vários os rumores da ilegalidade que sombreia o contrato da concessão do Consorcio Sorriso, qual nasceu no (des) governo do “PATODonald em meio a uma licitação a ser lançada em Foz.

 

Empresas que possuíam débitos com o poder público e nem sequer certidão conseguiam, passaram a fazer parte de um grupo com novo CNPJ e de posse destes participaram e venceram a suspeita concorrência.

 

Houve denuncia por parte do ex-vereador Dilto Vitorassi, que alardeou a irregularidade e ainda que um montante superior a R$ 18 Milhões deveriam ser entregue aos cofres públicos, porem receberam o PERDÃO de Donald. 

GAECOO “PATODonald, que anistiou o consorcio foi conduzido coercitivamente pelo GAECO para prestar esclarecimentos na investigação da Máfia do Transporte Público (Riquixá) que apura fraudes nas licitações.

 

http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2016/06/gaeco-prende-6-pessoas-e-ouve-ex-prefeito-de-foz-na-operacao-riquixa.html 

Logo chamaram o Mansur pra teleportar o ODA, dai a casa vai cair.

 

 

 

 

 

Alvara ambiental do Consorcio Sorriso também e suspeito

Intrigante ver a rapidez que se da a um grupo amigo como da Viação Cidade Verde a quem esta no poder e o atendimento ao cidadão comum, pela Secretaria de Meio Ambiente de Foz em algumas ações, pois vejam.

 arvores

O sujeito chamado Flávio Eiseler, procurador da empresa, afirmou que a Viação Cidade Verde seguiu todas as determinações legais, obtendo as necessárias licenças ambientais para a derrubada de 84 árvores nativas, 31 árvores exóticas e 6 árvores exóticas invasoras, totalizando 121 árvores e um volume estimado de pouco mais de 73 m³ de madeira.

O procurador da empresa disse ter as licenças, de nº 009.032 e 1060/2015 e, até mesmo o recibo de doação de 1.200 árvores nativas, com altura média de 1,80 m, entregues à secretaria municipal de Meio Ambiente – SMMA, em atendimento ao exigido pela legislação.

Conforme Eiseler relatou, a SMMA concedeu a licença ambiental para a derrubada das árvores e estipulou um prazo de 30 dias para a reposição das 1.200 árvores nativas. “Fizemos a aquisição dessas mudas de 1,80 de altura, como o exigido e entregamos no Horto Municipal, e aí obtivemos a licença ambiental para realizarmos a terraplenagem do local”, disse.

O procurador da Viação Cidade Verde finalizou reafirmando que não houve nenhuma irregularidade na remoção das árvores, que a empresa seguiu a legislação pertinente e atendeu todas as exigências dos órgãos ambientais. 

 onibus cidade verde

http://jornaldoiguassu.com.br/foz-do-iguacu/57-comportamento/5502-municipio-autorizou-viacao-cidade-verde-a-derrubar-121-arvores.html

 

DOS FATOS:

 

Derrubada de 121 arvores adultas sendo nativas, com milhares de pequenas nativas em tempo recorde de protocolo, vistoria e liberação, pois o protocolo teria se dado em data de 19 de setembro e o alvará da liberação no dia 21 do mesmo mês.

 

rapidinhas_do BlogVemos que um documento protocolizado leva no mínimo dois dias para ir para a secretária direcionada, que dado o recebimento vai para o secretário qual em dias de boa vontade o despacha para o Chefe de Divisão do Monitoramento Ambiental, este que não estando em mal dia envia para o fiscal que tem uma coletânea de vistorias atrasadas.

 

Ai uma empresa em apenas 3 dias do protocolo a um alvará de licença ambiental, tem em suas mãos para a derrubada de 121 arvores?

Quer enganar quem cara pálida? Alô 9ª Promotoria de Defesa do Meio Ambiente!

 

 

 

 Santo Expedito (2)                                                            “Valei-me Santo Expedito”!

 

 

 

 

Foztrans improvisa desvio em calçada da Vila A

Como parte das calçadas do bairro não são padronizadas, não sobrou espaço para cadeirantes ou carrinho de bebês, por exemplo.

 

parquimetro_calçadaCom a instalação dos parquímetros nas ruas e avenidas mais movimentadas da Vila A, os moradores perceberam que as máquinas ocuparam o lugar de passagem de pedestres. Como parte das calçadas do bairro não são padronizadas, não sobrou espaço para cadeirantes ou carrinho de bebês, por exemplo.

Como solução temporária para o problema de mobilidade, o Foztrans resolveu construir um desvio próximo às máquinas. O diretor do Foztrans, Robson Lima Souza, ressalta que os parquímetros foram instalados no local certo, porém, as calçadas não foram padronizadas pelo proprietário do imóvel.

Carro com bebado

“Existe a padronização das calçadas no município desde 2005, essas calçadas não cumprem a padronização. Os parquímetros foram instalados no local correto. A obrigação de fazer a calçada é do dono do imóvel”, disse.

Ainda bem que a Mãe deles, não precisa passar de cadeira de rodas.

 

 

 

 

 

 

Comerciante planta bananeiras em protesto a buracos em ruas de Foz do Iguaçu

Trechos de asfalto com problemas ficam na região de Três Lagoas. Prefeitura diz que uma das ruas está na programação da operação tapa-buracos.

 

bananeirazitoO comerciante Erivaldo Oliveira plantou bananeiras em ruas da região do Bairro Três Lagoas, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, para protestar contra os buracos que se formaram em algumas vias da cidade.

De acordo com ele, vários pedidos para a manutenção do asfalto nas Rua Olímpio Rafain, às margens da BR-277, e na Avenida Silvano Gutierrez foram protocolados junto à prefeitura ainda em 2016, porém nada foi feito.

“Eu moro em outra região, no Morumbi, mas sempre uso estas ruas por conta do meu trabalho. E é um absurdo esta situação”, apontou.

A assessoria de imprensa da prefeitura informou que a Avenida Silvano Gutierrez está na programação da operação tapa buracos e que a empresa responsável seguirá o cronograma estabelecido pela Secretaria de Obras.

Segundo a prefeitura, parte das obras de recuperação asfáltica estão paradas por conta da Operação Pecúlio (Foto: Zito Terres/RPC).

Já sobre os buracos na Rua Olímpio Rafain, a obra está paralisada por conta da Operação Pecúlio – que investiga um suposto esquema de corrupção e fraude em licitações envolvendo contratos na saúde e de pavimentação.

Segundo a assessoria, a prefeitura está esperando a liberação da Caixa e da Justiça Federal para retomar os trabalhos.

Esta historia de não tapar buraco por causa da Peculio, virou historia.

 

 

 

PS: Em conversa com o servidor de carreira e diretor do DRM Geraldo Vieira do Nascimento, 01 saco de 25 kg está custando aproximadamente R$ 31,00 e uma tonelada R$ 1.200,00, enquanto o CBUQ na usina está custando aproximadamente R$ 400,00. Esse material é importante em uma emergência, mas é muito caro. Afirmou Geraldo.

Pois bem, vamos a realidade de Foz que é a de buracos e mais buracos, onde não devemos culpar o atual governo (ainda), ou o de Inês que fora interino, mas sim a Secretaria de Obras que é a (in) responsável, pelo ato.

Luiz Roberto Volpi, Secretario de Obras nos 6 meses de Ivone/Reni, foi também titular da pasta nos 4 meses de Ines Weizermann, qual permanece no cargo com atual governo.

Volpi-São já 11 meses frente a pasta com a cidade virada em crateras e buracos, quais podem cair uma moto dentro ou plantar bananeiras, ate por que vamos as contas do gordo salario do empresário proprietário da LR Volpi Construção Civil, que seria de uns R$ 10 mil líquidos como CC, visto que já e aposentado no serviço público.

Teria ele recebido mais de R$ 110 mil de salario, que pela informação do diretor do DRM Geraldo R$ 1.200,00 uma Tonelada, já teríamos um total de 91, 6 Toneladas ou comprando o CBUQ de R$ 400,00 seriam para um todo de 2.750 buracos tapados.

Me chama a atenção também o fato de que o servidor publico e quando Secretario de Obras em exercício não se afastou da direção da empresa, qual fundou em 11 de novembro de 1.993 permanecendo com ela em atividade e pela clausula 6ª do Contrato Social seria que unicamente, quem exerceria a gerencia da Construtora Civil Luiz Roberto Volpi.

ESTRANHO!!!…

 

 

LEI COMPLEMENTAR Nº 17 DATA: 30 DE AGOSTO DE 1993.

DISPÕE SOBRE O REGIME JURÍDICO ÚNICO INSTITUÍDO PELA LEI COMPLEMENTAR Nº 1/91, DE 26 DE ABRIL DE 1991, SOBRE O NOVO ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU, REVOGANDO A LEI COMPLEMENTAR Nº 1/91, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

 

Art. 209 Ao servidor público é proibido:

 

IX – participar de gerência ou administração de empresa privada, de sociedade civil, ou exercer comércio, e, nessa qualidade, transacionar com o Município;

 

A clausula 4ª e a 8ª do Contrato Social de 28/05/2014-JUCEPAR, deixa claro que Luiz Roberto Volpi é administrador com 85% das cotas da Construtora LR Volpi Construção Civil.

Marcos Cristiano Andrade               ENTÃO?… Outra improbidade da Edineia Riquelmes, por que foi omissa.

 

 

 

 

 papai-noel

                                                              “E o Autódromo de Foz?”…

 

 

 

 

 

Município prepara mais uma edição da FARTAL para junho_2017

Juca FundaçãoLançamento oficial será realizado na quinta-feira (11), às 10h, na sala de eventos da Fundação Cultural; entrada será gratuita.

A 41ª edição da Fartal, festa de comemoração ao aniversário de Foz do Iguaçu, será realizada pela Fundação Cultural entre os dias 8 e 11 de junho. O lançamento oficial será feito na próxima quinta-feira (11), às 10h, na sala de eventos da Fundação.

A equipe de organização está definindo os últimos detalhes da programação, que este ano, terá como principal objetivo destacar o verdadeiro sentido da festa, que, segundo a produtora cultual Vera Vieira “é a feira de artesanato com a exposição de vários artesãos e a feira gastronômica, valorizando pratos típicos da região. Para isso, estamos contando com a parceria de entidades que ficarão responsáveis por apresentar um prato diferenciado em cada barraca, com valores acessíveis”, disse.

A festa acontecerá no CTG Charrua com entrada franca. Terá shows nacionais em todos os dias e shows com artistas locais.  A segurança terá apoio da PM e da Guarda Municipal, garantindo a tranquilidade aos visitantes.

Para o diretor-presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues, mesmo com a transição dos governos a festa será mantida. “Não tivemos tempo para organizar a festa como gostaríamos. Mas a equipe que vinha preparando a Fartal desde o início do ano deixou as coisas bem encaminhadas e tudo foi aprovado pela nova direção. Nossa ideia é proporcionar ao munícipe a oportunidade dele levar a família em uma festa que é feita para ele. Queremos resgatar isso, trazendo de volta a identidade da festa. Esperamos que o municie participe, visite, aproveite e volte a ter o sentimento de pertencimento”, avalia.

Outro objetivo é formar uma comissão organizadora ao final da edição 2017 para construir a festa do ano que vem. “Precisamos de mais tempo para construir esse resgate e trazer de volta a confiança do munícipe na identidade da festa. Por isso, iremos realizar a fartal deste ano, já oferecendo algumas melhorias, como de acessibilidade, mas para o ano que vem, teremos ainda mais condições de melhorar a estrutura da festa e a captação de recursos para que ela aconteça”, pontua Juca.

A Fartal é uma organização da Fundação Cultural e conta com o apoio do Município e parcerias de instituições, entidades e corporações.

 

FUNDAÇÃO LANÇA EDITAL DA FARTAL PARA ARTISTAS LOCAIS 

Estão abertas as inscrições para os artistas locais que desejam se apresentar na 41ª edição da Fartal, que acontece entre os dias 08 a 11 de junho, no Parque de Eventos do CTG Charrua. 

http://www.pmfi.pr.gov.br/noticia/?idNoticia=41032

A Fundação Cultural realiza nesta terça (16) e quarta-feira (17), às 19h, mais duas reuniões setoriais de cultura: setorial da cultura afro-descendente e setorial da música, respectivamente.

Na quarta também será explicada a forma de participação dos artistas locais na Fartal e demais eventos do município. 

Quando: dias 16 e 17 as 19 horas

Onde: Salão de Eventos da Fundação Cultural

 

 

 

 

Espaço de leitor:

 

Meu abraço especial vai para o Pároco de Medianeira Padre Dionisio Hulse, qual nos acompanha daquela bela cidade pra manter se inteirado dos assuntos de Foz, como ao amigo Drº Francisco Sampaio, Delegado de Polícia Civil de São Miguel do Iguaçu.

 

 

Uma Corujinha disse que certo empresário de família tradicional de Foz, após provocar acidente com morte em Santa Catarina fugiu sem prestar socorro. Em breve a Coruja do empresário do ramo de comunicação, será DEPENADA.   Diarreia-

                                                          A Coruja vai ser depenada em Foz.