Lingua Di Trapo foi escorraçado da audiência da Federal em Foz. Uso de roupas de defuntos doadas, tem uso normal já “CUECA”. Justiça começa a ouvir as primeiras testemunhas da Operação Peculio. Justiça bloqueia bens de prefeito e mais quatro réus em ação ajuizada pelo Ministério Público. MARINHA PUBLICA EDITAL PARA DE NÍVEL MÉDIO TÉCNICO. CAFÉ COM ANDERSON ANDRADE EM FOZ.

Depenando a Coruja

depenandoacoruja@gmail.com

por Oliveirinha Jornalista – MTE 08182/PR

.

Lingua Di Trapo foi escorraçado da audiência da Federal em Foz

Na tarde desta terça (16/8), fomos informados por alguns advogados que o Energúmeno Helio Lucas, vulgarmente conhecido pela alcunha de “Língua Di Trapo”, entrou de PENETRA na audiência da Operação Peculio usando uma carteirinha de repórter da Radio Globo, local qual fora demitido.

LT

Durante a audiência este idoso acima citado estaria de conversinha com o amigo Corinthiano e competentíssimo advogado Ademar Montouro, até que fora notado por outros profissionais do direito que não admitiram a presença deste aí, junto dos estudados.

Um profissional enraizado na cidade de pronto falou com o agente federal, informando que o mesmo não possui formação em estudo algum, como também se faz passar por jornalista em flagrante ato de falsidade ideológica, inclusive por ter sido demitido da emissora de radio da qual exibe uma carteirinha.

Lingua-Psada

O advogado foi então falar com o Juiz Federal, pedindo que fosse retirado do salão de audiência o sujeito mero analfabeto, diante aos doutores do direito, ao que vendo o fato o mesmo saiu em disparada.

A recepção foi informada de que este sujeito não pode entrar.

 

 pf (2)

PS: Tem Agente Federal esperando ele querer mostrar a carteirinha da Radio Globo, emissora da qual fora demitido para o prender por falsidade ideológica. Já andam dizendo que o detento Brunismann, tomou um pramil.

 

.

 

Uso de roupas de defuntos doadas, tem uso normal já “CUECA”.

Estive conversando com meu bom amigo Matemático Professor Luiz Kossar, qual fora o responsável por varias vitórias eleitorais de Reni Pereira, esteve com Paulo “Pato Donald” Ghisi e muitos outros já eleitos em Foz, qual me confidenciou que o moralista “LINGUARUDO”, e sem formação acadêmica, o pseudo-reporte de Radio AM teria se irritado com ele, por divulgar que o sujeito estaria usando “CUECA” de DEFUNTO.Cueca de Defunto

Para estes mestres da educação o uso de roupas doadas por parentes, amigos ou mesmo outros, quando uma pessoa morre é totalmente normal, porem o energúmeno usar as roupas intimas do falecido. Épracabáaaa, heim dona Ivana?

O Capitão Straick disse, que certo incompetente quase que faliu uma choperia;

 

 

 .

 

Justiça começa a ouvir as primeiras testemunhas da Operação Peculio

A Justiça Federal realiza a partir desta segunda-feira (15) as primeiras audiências de instrução da Operação Pecúlio, que investiga um esquema de corrupção na Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. Os depoimentos de parte das testemunhas de acusação do Ministério Público Federal (MPF) e de defesa de oito dos réus na ação penal seguem até o dia 22.

justica31052011095002

Em função da quantidade de pessoas que devem acompanhar os depoimentos, as audiências serão realizadas no auditório da Polícia Federal, sempre a partir das 13h. No total, devem ser ouvidas cerca de 250 pessoas. Os próximos devem ser os presos e depois as testemunhas dos demais réus.

Nesta segunda, foi ouvido um dos três policiais federais intimados. A audiência teve início pouco antes das 14h e foi acompanhada por alguns dos réus presos, advogados e familiares dos investigados. Outros dois agentes, que participaram das investigações, deverão ser ouvidos no dia 22 por videoconferência. Eles estão trabalhando na segurança da Olimpíada no Rio de Janeiro.

Desde que foi deflagrada a Operação Pecúlio, onze pessoas – empresários, servidores, ex-secretários e ex-diretores – permanecem presas, entre elas o prefeito afastado Reni Pereira(PSB), apontado como o líder do suposto esquema para o desvio de recursos públicos por meio de fraudes em licitações para obras e serviços de saúde no município.

Dos 85 réus na ação penal, 78 tiveram o pedido de absolvição sumária negado pela Justiça. Outros sete que integravam o grupo inicial de 85 réus tiveram os processos separados.

Pecúlio

A primeira fase da Operação Pecúlio foi deflagrada no dia 19 de abril e já conta com quatro etapas. Na última, o alvo foi o prefeito Reni Pereira, que cumpre prisão domiciliar desde o dia 14 de julho. Por conta do foro privilegiado, a ação envolvendo Reni corre no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RS).

Na conclusão do inquérito, o delegado federal Fabio Tamura reforçou que as irregularidades eram “capitaneadas” pelo prefeito e que “as pessoas cujas condutas foram investigadas agiam de forma associada, compondo uma complexa organização criminosa, estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, com o objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagens de natureza econômica e pessoal, mediante a prática de graves infrações penais”.

Ainda segundo as investigações da PF, o esquema instalado na prefeitura se ramificava por diversas secretarias “por meio de nomeações de integrantes do grupo criminoso em cargos de comando”.

As investigações tiveram início em 2014. E, um levantamento prévio feito pela Controladoria-Geral da União (CGU) aponta que os prejuízos com os desvios de verbas públicas passam de R$ 4 milhões. Valor equivalente deve ser ressarcido por quatro empreiteiros que fizeram acordos de delação premiada com o MPF. O dinheiro deve ser devolvido no prazo máximo de três anos e destinado ao Hospital Municipal de Foz do Iguaçu.

Os réus respondem, entre outros, pelos crimes de peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, organização criminosa, fraude em licitações e coação. No total, sete fizeram acordo de delação premiada e respondem em liberdade.          (G1)

 

 

Santo Expedito                                                             “Valei-me Santo Expedito”!

 

 

 

 

 

Justiça bloqueia bens de prefeito e mais quatro réus em ação ajuizada pelo Ministério Públicoreni-bloqueio-bens

O Juízo da 2ª Vara da Fazenda Pública de Foz do Iguaçu, no Oeste paranaense, determinou o bloqueio dos bens do prefeito Reni Pereira e de mais quatro réus em ação ajuizada pela 6ª Promotoria de Justiça da Comarca. A decisão decorre de pedido liminar formulado na ação que apura a contratação irregular de uma empresa pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Foz do Iguaçu.

De acordo com a ação, em 2013, a FMS firmou contrato com a empresa (prestadora de serviços de estacionamento e lanchonete) para prestar serviços de “recepção, portaria, motorista, telefonista, auxiliar administrativo e assistente social” ao Hospital Municipal Padre Germano Lauck. O contrato tinha valor mensal de R$ 347 mil.

Um parecer favorável à contratação foi emitido por suposto assessor da Fundação, que o Ministério Público constatou, posteriormente, nunca ter sido funcionário da instituição, embora tenha sido indicado pelo prefeito para compor seu departamento jurídico. A indicação, conforme sustenta a ação, teve o objetivo de fraudar o procedimento licitatório, direcionando a contratação da empresa por meio de um processo irregular de dispensa de licitação. Diversas outras irregularidades foram constatadas no processo licitatório, como o tipo societário da empresa, incompatível com o valor contratual, e a atividade principal da empresa, sem relação com os serviços objeto do contrato.

A decisão judicial determinou o bloqueio dos bens dos requeridos até o montante atualizado de R$ 2,56 milhões, aproximadamente. Além do prefeito, são réus na ação o presidente e o assessor jurídico da FMS, a empresa e seu proprietário.

Tulio Bandeira

O juiz substituto da 2ª Vara da Fazenda Pública, de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, Rogério de Vidal Cunha, determinou a indisponibilidade dos bens em até R$ 2.559.562,64 do prefeito afastado Reni Pereira (PSB), do advogado Túlio Bandeira (PROS), do ex-presidente da Fundação Municipal de Saúde, Jorge Yamakochi, e do empresário Dênis Cristiano dos Santos, além da empresa. Lembrando que Dênis seria filho do vereador Dico de Santo Antonio do Sudoeste presidente do PROS, tomado a força por Tulio Bandeira, para que seu tio seja o candidato único a prefeito. Todos podem recorrer da decisão. 

Falta o bloqueio de bens em nome de sublinhos e outros parentes;

 

 .

 

 

 Comus

Conselho Municipal da Saúde de Foz do Iguaçu

 
 

 

PAUTA: Reunião Ordinária nº 634/2016

 

SETEMBRO: final do QUALIFOZ, curso a conselheiros de saúde e novos atores do controle social”

 

Data: 18/08/2016

 
Horário: 09:00 às 12:00h.
 
LOCAL: Sede do COMUS, Rua Vereador Moacir Pereira, n.º 900 – Vila Yolanda FOZ.
1-  INFORMES:
– Da Mesa Diretora;
– Da Plenária.
 
2-  AGENDA DA MESA:
2.1-  Análise e aprovação das atas anteriores;
2.2 – Síntese das correspondências na SE do Comus/Foz;
2.3-  Análise da conjuntura sobre assistência a saúde no Município.

 

3-  ORDEM DO DIA:
3.1- Detalhamento e encaminhamentos sobre o Decreto Municipal 24.776 que estabelece ‘situação de emergência’ no SUS de Foz do Iguaçu.

       Exposição: Mesa e Comissões Internas

 

3.2- Proposta de uma ‘Agenda de Compromissos’ com todos os candidatos a Prefeito de Foz do Iguaçu, na defesa do SUS.

       Exposição: Mesa e Comissões Internas

 

3.3- Homologação dos nomes para complementar a MESA DIRETORA 2016.

 

Exposição: Presidente

 

 

 

SE-Secretaria Executiva

Fones: (45) 3523-9237 – 2105.8199  –  9942.9097 

e-mail: comusfoz@gmail.com  e  comusfoz@outlook.com

 

12762172                                               “E o Autódromo de Foz, Dona Ivone?”…

 

 

 

 

 

MARINHA PUBLICA EDITAL PARA DE NÍVEL MÉDIO TÉCNICO 

Marinha

Jovens brasileiros ou naturalizados, de ambos os sexos com menos de 25 anos têm mais uma oportunidade de ingressar na Marinha do Brasil, através do Corpo Auxiliar de Praças da Marinha (CAP). Para concorrer a uma das 165 vagas é necessário ter concluído o curso técnico de nível médio, relativo a uma das 20 especialidades oferecidas este ano.

Apesar de o edital ter sido publicado, as inscrições só começam dia 22 de agosto e vão até 20 de setembro de 2016. As inscrições podem ser feitas através do site da Diretoria de Ensino da Marinha (DEnsM) ingressonamarinha.mar.mil.br ou em uma das Organizações Militares da Marinha.

As áreas abertas são: Administração (02), Administração Hospitalar (02), Contabilidade (20), Desenho e Arquitetura (02), Estatística (04), Eletrônica (02), Gráfica (12), Geodésia e Cartografia (10), Higiene Dental (02), Marcenaria (14), Mecânica (22), Metalurgia (22), Meteorologia (12), Motores (16), Nutrição e Dietética (02), Patologia Clínica (02), Processamento de Dados (02), Química (13), Radiologia Médica (02) e Telecomunicações (02).

O candidato fará provas de conhecimentos profissionais e redação e após ser aprovado em todas as etapas do concurso, será matriculado no Curso de Formação como Praça Especial, no grau hierárquico de Grumete. Após a sua aprovação no curso, será nomeado Cabo do CAP com remuneração (soldo mais gratificações) de cerca de R$ 2.650,00.

Informações completas podem ser obtidas através do Edital.

SERVIÇO:
Concurso Público do Corpo Auxiliar de Praças

Inscrição: 22 de agosto a 20 de setembro de 2016

Vagas: 165 vagas

Valor: R$ 40,00

Informações: www.ingressonamarinha.mar.mil.br ou (21) 2104-6006

Acompanhe-nos: www.facebook.com/ingressonamarinha 

 

 

.

 

 

CAFÉ COM ANDERSON ANDRADE EM FOZ

Na manhã desta quarta (17), estive com o ex-Secretário de Esportes Anderson Andrade, com o qual acertei de levar o Projeto da Pista de Arrancada ao Deputado Federal Evandro Roman, onde buscaremos emendas ao término do Complexo Esportivo de Foz. Anderson                          A Coruja vai ser depenada em Foz neste ano eleitoral de 2016.