Mac Donald após ser impugnado como FICHA SUJA, busca laranja. Justiça determina exclusão de mentiras no Facebook contra Chico Brasileiro. “Fichas-sujas” decidem ‘driblar’ a lei e lançam candidatos “laranjas” para disputar prefeitura. Chico Brasileiro defende repactuação de dívidas com fornecedores. Entidades reivindicam moralização da política de Foz.

Depenando a Coruja

depenandoacoruja@gmail.com                                                            

por Oliveirinha Jornalista – MTE 08182/PR

 

 

 

Mac Donald após ser impugnado como FICHA SUJA, busca laranja

Mac Donald-=É melancólico o posicionamento do CONDENADO, IMPUGNADO e “FICHA SUJAPaulo Mac Donald (PDT), qual por vaidade e prepotência acabou prejudicando nossa cidade, que agora terá uma nova eleição para confirmar a escolha popular de outubro/2016. 

Mac Donald qual foi acusado e condenado por improbidade administrativa, danos a erário e enriquecimento ilícito, provocou danos irreparáveis a nossa cidade, uma vez que o final de ano sem a confirmação de um prefeito eleito fez com que deputados estaduais e federais, não fizessem emendas ao orçamento de 2017 para Foz do Iguaçu, além de fazer com que gastos diversos que poderiam ter outra destinação houvessem em novo pleito eleitoral, unicamente pela ação pessoal de vaidade de um ser com os votos não contabilizados pelo TSE e já poderia ter jogado a toalha. Pato Branco (2)

Já ouvi por vezes diversas, pessoas dizendo que Mac Donald é professor de Deus ao que descordo, visto que para eu o professor de Deus é Wadis Victório Benvenutti e o “PATODonald é sim o professor do Wadis. 

Dobrandino-IAgora o ex-prefeito “PATODonald, vem se aliar ao seu maior desafeto politico qual sempre rotulou por ”QUADRILHEIRO”, o nosso ex-prefeito e ex-deputado Dobrandino Gustavo da Silva, o “TIO DINO” politico histórico que disputou 7 eleições com 7 vitorias, mas Mac Donald o fez apenas por que é CONDENADO, IMPUGNADO e “FICHA SUJA”, buscando se aliar a um novo “laranja” para estar no poder com suas viúvas eleitorais.

 

nanciA megalomania e o egocentrismo de Mac Donald, fez com que descesse ainda mais seu nível ao FRETAR com o PSDB e com Beto Richa, aquele que ele chamava de Play Boy e outras cossitas mais, vindo a trair sua maior aliada a empresaria e politica Nanci Rafain, que o ajudou a ser eleito por 3 vezes, sendo o tiro de misericórdia do Pato Donald na politica de Foz.

 

Na hora de votar pense bem para quem ira direcionar seu voto, ao menos de uma olhada em quem anda ao redor de seu candidato e veja se é isso mesmo que você quer para nossa cidade.

 

Temos as candidaturas de:

 Irineu RibeiroIrineu Ribeiro (PV);

Jahnke-oCoronel Jahnke (PTN);

osli-machado

Osli Machado (PPS);

 MansurMansur (Rede);

 marcelino-de-freitas-13000Marcelino Freitas (PT);

 chico brasileiro alepChico Brasileiro (PSD);

 Mac Donald-CondenadoQuais não vem com os vícios políticos enfiados guêla abaixo pelo “PATODonald, que se tivesse um pingo de decência e vergonha na cara não querendo apoiar a Nanci Rafain do seu PDT, deveria dar apoio ao Coronel Jahnke do PTN que fora seu aliado na eleição passada, como teve o apoio do Luizinho da Iguassu e Labor em sua (des) administração de prefeito.

Quem não respeita a propria família, ira respeitar a quem?

 

 

 

 

 

Justiça determina exclusão de mentiras no Facebook contra Chico Brasileiro

justica31052011095002A juíza eleitoral de Foz do Iguaçu, Juliana Arantes Zanin Vieira, está obrigando os usuários das redes sociais a retirarem dos seus perfis no Facebook uma montagem com um falso holerite de Chico Brasileiro (PSD), candidato a prefeito da coligação Foz Levada a Sério. A decisão foi tomada no final da tarde de domingo (05).

A primeira condenação recaiu sobre a internauta Nilma Wernke Perius que compartilhou a grosseira falsificação há alguns dias. Caso não retire a postagem, ela terá o seu perfil suspenso judicialmente, além de sofrer outras punições previstas em Lei. De acordo com a legislação, o internauta que compartilhar informações criminosas, como posts fraudados, ofensivos ou mentirosos, poderá ser condenado mesmo sem ser o autor da postagem.

De acordo com a magistrada, o post com o holerite falsificado sugere “valores inverídicos do contracheque do candidato, conforme confrontação com o contracheque retirado do portal da transparência”. A montagem também circulou pelo Whatsapp e quem a compartilhou também está passível de ser processado.

Em outras duas ações, a mesma juíza determinou a exclusão do Facebook de páginas criadas especialmente para detratar Chico Brasileiro. O compartilhamento do conteúdo dessas páginas também é passível de condenação por crime eleitoral.

O desespero das “VIÚVAS” do PATO Donald é desvairado;

 

 

 

 

 

 Santo Expedito                                                              “Valei-me Santo Expedito”!

 

 

 

 

“Fichas-sujas” decidem ‘driblar’ a lei e lançam candidatos “laranjas” para disputar prefeitura

Lobo em pele de cordeiroNos próximos dias eleitores de mais de 20 cidades brasileiras, devem ir às urnas para escolha do novo prefeito. As eleições suplementares de 2017, ocorre após a anulação do pleito de 2016.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Código Eleitoral prevê a realização de novas eleições em alguns casos específicos, particularmente quando houver nulidade de votos que atinja mais da metade da votação para os cargos majoritários de Presidente da República, Governador e Prefeito, ou ainda quando a decisão da Justiça Eleitoral importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário, independentemente do número de votos anulados.

Tudo isso é fruto da ‘lei da ficha limpa’, especialmente da lei complementar Nº 135 de 04 de junho de 2010, que nasceu da vontade da população em querer moralizar a política brasileira. Essa lei é uma das mais importantes da Nova República, pois extirpa os maus políticos da política brasileira.

A lei da ficha limpa trouxe ordem em todo o país em relação aos candidatos que cometeram algum tipo de crime eleitoral. Antes desta lei havia em todo o país uma verdadeira orgia em relação às eleições municipais.

Muitos candidatos que eram considerados corruptos concorriam às eleições sem nenhum constrangimento e administravam a cidade como se nada tivesse acontecido. Esta situação se repetia nas eleições estaduais e federais. E ainda assim com todo o rigor da lei que existe atualmente, muitos candidatos teimam em burlar e manter a candidatara, mas são barrados logo em seguida através da fiscalização eficiente da justiça eleitoral.

Mas nestas eleições suplementares de 2017, algo tem chamado a atenção de muitos. Pessoas que roubaram, mentiram e que provocaram a anulação do pleito de 2016, querem a todo custo se perpetuarem no poder.

Não podendo mais ser candidatos, os ‘Fichas-sujas encontraram uma maneira de chegar ao poder através dos candidatos “laranjas”.

LaranjonaNa linguagem popular, o termo “laranja” passou a ser utilizado para se referir a um indivíduo que empresta seu nome para ações políticas, financeiras e comerciais criminosas, ocultando a identidade do verdadeiro responsável pela ação. E os laranjas uma vez estando no poder, os ‘fichas-sujas’ terão todo o controle da máquina pública.

É muito fácil identificar os laranjas, geralmente, eles falam de renovação, novos tempos, moralidade e ética, mas nos bastidores estão abraçados com os dinossauros da velha política loteando cargos em um futuro governo.

Os representantes dos ‘fichas-sujas são atrevidos, mentem para a população sem nenhum tipo de constrangimento.

O eleitor deve ficar atento, e pesquisar muito bem antes de escolher o seu candidato.     (A Fronteira)

 

 

 

 

Chico Brasileiro defende repactuação de dívidas com fornecedores CHICO_ENTREVISTA TAROBAO deputado Chico Brasileiro (PSD), candidato a prefeito de Foz do Iguaçu pela coligação Foz Levada a Sério, afirmou nesta segunda-feira (06) que, caso eleito, terá como prioridades o resgate da credibilidade da administração municipal e, ao mesmo tempo, realizar os investimentos emergenciais na área de saúde e recuperação do asfalto.

A declaração foi feita nesta segunda-feira em entrevista ao programa Primeira Hora, da TV Tarobá. Em sua opinião, a prefeitura carece de um novo modelo de gestão que priorize o saneamento financeiro para a retomada da sua capacidade de investimento. Ele propõe uma repactuação das dívidas com fornecedores e funcionalismo “como medida de resgate da credibilidade do município”.

“Assim também será possível implantar uma política de atração de empresas para assegurar a geração de emprego e renda”, afirmou. Perguntado sobre gestão participativa, Chico Brasileiro disse que irá convidar universidades e categorias profissionais para o debate.

“É preciso firmar parcerias com as universidades porque elas detêm a ciência e o conhecimento para provocar as transformações da sociedade”, avaliou. Para Chico Brasileiro, Foz do Iguaçu possui perfil socioeconômico voltado para abrigar um polo industrial tecnológico.

.

.

           Um abraço especial ao China da Motinha, batalhador incansável de nossa FozChina-da-Motinha

                                                           “E  cadê o Autódromo de Foz?”…

.

.

Entidades reivindicam moralização da política de Foz

Campanha pela Moralização da Política de Foz do Iguaçu - Foto Roger MeirelesACIFI, OAB e OSFI lançam campanha para moralizar poder público

Foz do Iguaçu vive uma grave crise política. A população está envergonhada com as inúmeras prisões e as denúncias de corrupção envolvendo agentes públicos. Diante desse caos político, entidades da sociedade civil organizada lançaram uma “Campanha pela Moralização da Política de Foz do Iguaçu”, nesta terça-feira, 7.

A mobilização é coordenada pela Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (ACIFI), Ordem dos Advogados do Brasil e Observatório Social. Os presidentes das instituições, respectivamente Leandro Teixeira Costa, Valter Cândido Domingos e Juliano Bicicgo, concederam entrevista hoje cedo para apresentar as reivindicações.

As entidades exigem de abertura de comissão processante para a apuração da quebra de decoro parlamentar dos vereadores eleitos e suplentes denunciados na Operação Pecúlio. Também pedem a redução, em lei, para 2 assessores legislativos por gabinete com remuneração máxima de 50% dos vencimentos do vereador.

As instituições apresentaram ainda outras duas exigências: prestação de contas mensal das atividades de fiscalização dos gastos públicos e criação de mecanismos legais e efetivos para garantir a transparência da gestão pública municipal.

MaoVemCa

Vergonha Durante a entrevista coletiva, o presidente da ACIFI, Leandro Teixeira Costa, destacou que a campanha tem como objetivo aproveitar esse momento com novos vereadores na Câmara Municipal (titulares e suplentes) e eleição de novo prefeito para levantar a voz da comunidade iguaçuense.

“Fomos parar de forma vexatória no noticiário diante do absurdo de vereadores saírem em viaturas da cadeia para tomar posse na Câmara Municipal. É lamentável ter notícias diárias sobre denúncias de corrupção envolvendo agentes públicos que desviaram dinheiro da população”, afirmou Leandro Teixeira Costa.

Para o presidente da OAB, Subseção Foz do Iguaçu, Valter Cândido Domingos, o legislativo municipal deve ser atuante e caminhar ao encontro dos anseios do iguaçuense. “Os vereadores precisam demonstrar que estão realmente trabalhando em prol da nossa cidade”, disse.

Já o presidente do Observatório Social, Juliano Bicicgo, destacou que a indignação é generalizada na comunidade. Segundo ele, o descrédito é enorme em relação aos políticos em virtude da propaganda negativa nacional. “A campanha é um clamor da sociedade que ouvimos por onde passamos”, destacou.

Apoio Também participou da coletiva o delegado-chefe da Polícia Federal em Foz do Iguaçu, Fabiano Bordignon. A PF, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Justiça Federal, continua com a Operação Pecúlio a todo vapor para investigar denúncias de corrupção envolvendo a Câmara Municipal (legislatura passada) e a Prefeitura (gestão anterior).

Para ele, a campanha é uma iniciativa muito importante em virtude dos problemas recentes na cidade. “O papel da Câmara de Vereadores não é só de legislador, mas de fiscalizador. O que a gente percebe é uma falta de atuação da Câmara de Vereadores em ver o que está acontecendo na cidade e no governo. Isso depois acaba dando trabalho ao sistema justiça criminal”, ponderou.

A etapa inicial da “Campanha pela Moralização da Política de Foz do Iguaçu” inclui divulgação por meio de outdoors, cartazes, panfletos, camisetas, adesivos para automóvel e bótons. Na manhã do domingo, 12, será feita uma panfletagem de conscientização na Feirinha da JK, das 9h às 10h30.

O material da campanha está disponível no link www.acifi.org.br/bastadevergonha.

Campanha pela Moralização da Política

1) Abertura imediata da comissão processante para a apuração da quebra de decoro parlamentar dos vereadores eleitos e suplentes denunciados na Operação Pecúlio.

2) Redução, em lei, para 02 assessores legislativos por gabinete com remuneração máxima de 50% dos vencimentos do vereador;

3) Prestação de contas mensal das atividades de fiscalização dos gastos públicos;

4) Criação de mecanismo legais e efetivos para garantir a transparência da gestão pública municipal.

Esperamos que não seja só fogo de palha, como em outras vezes;

 

 

 

 

 

                                        Em Foz é a terra onde o poste mija no cachorro; Poste-mijando

E o Gigolô Denunciado foi o foco da conversa em dia desses entre eu e o amigo empresário de imprensa Rogerio Bonato, ao que lembramos da VIUVA do hotel que foi LESADA em um grande golpe e também do MARRETA. Uhaaaa!… Marreta                                                A Coruja do Gigolô vai ser depenada em Foz.